[vc_row type=”vc_default” full_width=”stretch_row” full_height=”yes” equal_height=”yes” parallax=”content-moving” parallax_speed_bg=”3″][vc_column][vc_single_image image=”5974″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]O youtuber americano Elijah Daniel assumiu o cargo de prefeito do pequeno vilarejo de Hell, em Michigan, e teve o mandato mais breve da história, já que ficou no poder por menos de uma hora.

A abreviação repentina do poder concedido ao youtuber se deu por conta de uma lei “polêmica” que o então prefeito anunciou, claro, via twitter: heterossexuais foram banidos do vilarejo.

Na rede social, Elijah escreveu: “Eu amo héteros, mas minha prioridade número 1 é a segurança da cidade. Até que a ameaça heteressoxual seja revista, a entrada deles está proibida”.

Para aqueles que não são fluentes em sarcasmo, o youtuber deixa bem claro que o tweet contém altas doses de ironias, uma vez que suas palavras se assemelham e muito às de Donald Trump, que usou um discurso parecido para banir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos.

Bastou 30 minutos para que o post culminasse no impeachment de Elijah, que levou tudo na brincadeira e sem nenhum arrependimento.

O influencer espera agora que essa “alfinetada” mostre a outros líderes o quão absurdo é barrar qualquer grupo de pessoas por conta de sua raça, cor ou orientação sexual.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]