[vc_row type=”vc_default” full_width=”stretch_row” full_height=”yes” equal_height=”yes” parallax=”content-moving” parallax_image=”2404″ parallax_speed_bg=”3″][vc_column][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Três passos e um bocado de paciência é tudo o que você precisa para cultivar cogumelos shimeji em casa, graças à Cogushi, empresa criada pelos sócios Renata Ribeiro, Karin Akao, Guilherme Kobel e Carlindo Macedo. Os empreendedores desenvolveram um jeito totalmente sustentável de cultivar o cogumelo em uma caixinha, utilizando borra de café e grãos. Custando menos de 20 reais, a caixa deve ser deixada na geladeira por 8 horas, depois retira-se a parte do invólucro demarcada, aplica-se um pouco d’água diariamente e pronto, é só esperar a natureza fazer a mágica. Uma espécie de guia explica o tempo e o jeito certo da “colheita”. Depois da colheita de 500 gramas do alimento, a substância restante na caixa pode ser reutilizada como adubo para plantas. Os clientes podem escolher entre quatro tipos de Shimeji: marrom, branco, preto e salmão e cada um tem um tempo específico de cultivo.
Saiba mais: Revisa PEGN[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]