[vc_row type=”vc_default” full_width=”stretch_row” full_height=”yes” equal_height=”yes” parallax=”content-moving” parallax_speed_bg=”3″][vc_column][vc_single_image image=”4259″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Como se deu o nascimento da Gastromotiva?
Eu fazia um projeto social na favela do Jaguaré, em São Paulo. A partir daquela experiência, em 2006, falei: agora estou preparado para fazer um negócio social e transformar o meu catering em um catering que treina pessoas e incuba pequenos negócios de comunidades.
E o que mudou nesses 11 anos?
Acho que o mundo começou a entender mais o poder da gastronomia de transformação social. Mas o engajamento da sociedade, da elite brasileira, ainda deixa a desejar, tem muita coisa para fazer.
Conte um caso emblemático de transformação que a Gastromotiva fez.
Me vem à cabeça o Renan Rocha, um menino do Rio. O sonho dele era trabalhar com comida, mas não tinha recursos. Ele conheceu o Claude Troisgros e hoje é sous-chef do CT Boucherie do Jardim Botânico. É uma forma de ver que a roda está girando independentemente da gente.

A Onda Virtual da Nova Era é a plataforma de conteúdo da Ahlma. Dividimos histórias pautadas por tudo aquilo que acreditamos para o futuro — um novo você, um novo nós,um novo mundo. Leia mais aqui.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]