[vc_row type=”vc_default” full_width=”stretch_row” full_height=”yes” equal_height=”yes” parallax=”content-moving” parallax_speed_bg=”3″][vc_column][vc_single_image image=”5419″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Ela harmoniza com música, com amigos, com arte e, sobretudo, com o MECAInhotim. Stella Artois vai bem com tudo que se relaciona à cultura — e quanto mais brasileira, melhor.

Prova disso é que a marca mergulhou de cabeça no festival e propôs ações inéditas. Em parceria com a Artikin, lançou conteúdo exclusivo para o aplicativo da marca, com sugestões de rotas que poderiam ser feitas a qualquer momento com os amigos ou em uma experiência solo.

Para quem prefere uma visita mais interativa, a Stella brindou seus desejos com a uma caminhada botânica, para estimular o olhar ao paisagismo, e um passeio de experiência contemplativa, que previa a visita às galerias do museu junto a um arte-educado especializado nas obras de Inhotim.

Cada gole no festival foi ainda registrado pelos talentosos fotógrafos do I Hate Flash, cujos cliques foram levados ao patamar de “state of art” com a delicadeza precisa da artista Pina, que faz colagens e edições fotográficas — o resultado desse mix cultural foi reproduzido nas mídias sociais da cerveja.

Os dias de arte e êxtase em Inhotim foram vividos até a última gota, sem moderação, graças à Stella Artois.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]