[vc_row type=”vc_default” full_width=”stretch_row” full_height=”yes” equal_height=”yes” parallax=”content-moving” parallax_speed_bg=”3″][vc_column][vc_single_image image=”6421″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Uma pesquisa encomendada e publicada pela revista Men and Masculinities revela que homens jovens e heterossexuais têm mais satisfação emocional com seus com os seus amigos do que em relacionamentos amorosos.

O chamado “bromance” (um termo americano que junta as palavras “brother”, irmão, e romance), de acordo com o estudo, oferece um ambiente seguro para que os homens possam se abrir quanto aos seus sentimentos, além de proporcionar maior completude social.

Para chegar a essas métricas, porém, a publicação usou uma amostragem bem pequena: apenas homens de 30 anos, heterossexuais, com curso superior completo e que estavam ou estiveram recentemente em um relacionamento.

Quando questionado pelos pesquisadores, cada participante revelou ter ao menos um grande amigo com quem são capazes de dividir praticamente todos os aspectos de sua vida — e isso inclui segredos, expressão de amor e, para 29 dos 30 entrevistados, até dormir na mesma cama.

“Eu adoro ouvir Taylor Swift e Beyoncé, mas não conto para a minha namorada porque ela me julgaria”, disse um dos pesquisados, “sinto como se tivesse que ser mais másculo perto dela”.

Para o co-autor do estudo, Adam White, “a grande diferença de um romance comum e o bromance é a falta de limites e julgamentos nas discussões. Os homens sentem que podem confiar seus segredos mais obscuros aos seus amigos pois sabem que eles não os julgariam, ridicularizaram ou pensariam coisas ruins a seu respeito”.

Com suas namoradas, por outro lado, há uma certa pressão para que eles mantenham a tradição da masculinidade, o que os obriga a conter suas emoções e sentimentos.

Embora muita gente se mantenha otimista com o progresso da sociedade, que tende a seguir um caminho mais igualitário entre os gêneros, os envolvidos no estudo se mostram preocupados com o nível de energia e atenção que homens têm dedicado aos seus bromances, pois isso pode deixá-los “ocupados demais” para se doar a um relacionamento amoroso.
[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]