[vc_row type=”vc_default” full_width=”stretch_row” full_height=”yes” equal_height=”yes” parallax=”content-moving” parallax_image=”2540″ parallax_speed_bg=”3″][vc_column][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]A lógica que prevalece hoje é de que, ao consumir mais sal, ficamos com sede e bebemos água, o que dilui o sangue para manter a concentração ideal de sódio. Todas as nossas certezas começam a fraquejar com os estudos apresentados por uma equipe russa, que mostra justamente o contrário: ingerir mais sal nos tira a sede e nos deixa com mais fome. Análises subsequentes indicam que ratos queimam mais calorias quando aumentar o consumo de sal, e têm de comer 25% mais apenas para manter seu peso.A resposta para tudo isso parece estar no hormônio glucocorticóide, que consome muita energia e entra em ação quando altos níveis de sódio são detectados.
Saiba mais: The New York Times[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]