Pessoas obesas têm mais dificuldades na hora de conseguir visto de residência no país.

Não é uma ditadura fitness, mas é quase isso: a Nova Zelândia parece estar dificultando a entrega do visto de residente para pessoas que estão muito acima do peso indicado. A medida polêmica está longe de ser rara, e outros países também estão levando em consideração o IMC dos aplicantes. Longe do apelo estético, a justificativa para tal critério é que os riscos decorrentes da obesidade podem sobrecarregar o sistema de país nacional — e alegam que outras doenças também são levadas em consideração, por isso os interessados têm de se submeter a um check-up obrigatório antes de conseguir o visto permanente em países como Austrália e EUA também.

Saiba mais: Times of India

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.