Essa é a segunda vez que o jogador argentino tem seu nome e imagem usados em tijolos da droga.

Ele é Argentino e joga na Espanha, mas tem driblado as autoridades no Peru: Lionel Messi, o camisa 10 do Barcelona, é a cara da cocaína de mais pura qualidade encontrada no país de Maduro. O lote de quase 1,5 mil quilos interceptado nesta quarta pela polícia peruana tinha a Bélgica como destino final, e foi avaliado em cerca de 85 milhões de dólares. Embora ninguém saiba explicar a ligação do craque argentino com a droga, a coisa fica ainda mais curiosa quando há precedentes — em 2015, a polícia de Nova York prendeu três traficantes com 3 milhões de dólares em cocaína, e alguns tijolos de pó também traziam o nome do jogador. De acordo com os investigadores, uso de símbolos e logo para atestar a pureza da droga é bastante comum, mas é inusitado ver um rosto tão conhecido cumprindo essa função. Cá entre nós, o marketing do tráfico tá batendo um bolão.

Saiba mais: Mirror UK

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.